English

Forum Value São Paulo 2017

29 DE NOVEMBRO DE 2017


PROGRAMAÇÃO (clique aqui)



Palestrantes:

André Gordon — GTI Administração de Recursos (São Paulo)
Palestra: “Brasil 2018: oportunidades e riscos em um ano eleitoral”
André Gordon é sócio fundador da GTI Administração de Recursos, gestora independente, focada no mercado brasileiro de ações. Com mais de 24 anos de experiência no mercado financeiro, André Gordon passou pelas mesas de operações de renomadas instituições financeiras, como Banco Itaú BBA, Banco Pátria, Santander e Banco Bozano, Simonsen. Diretor da AMEC (Associação de Investidores no Mercado de Capitais), é economista pela FEA/USP e mestre em Economia pela EPGE/FGV-RJ.


Artur Wichmann — Verde Asset Management (São Paulo)
Abertura: “Value investing em um mundo com rupturas tecnológicas”
Gestor da estratégia global da Verde Asset Management. Antes de ingressar na CSHG (atual Verde Asset Management), trabalhou por 10 anos para o UBS Global Asset Management (Rio de Janeiro, Zurique e Toronto). Anteriormente, foi gestor de carteiras na Pactual Asset Management. Artur Wichmann iniciou sua carreira em 1994, como analista do Banco Icatu S.A. É formado em Economia e pós-graduado em Finanças pela PUC-RJ.


Daniel Henrique Gewehr — Santander Global Corporate Banking (São Paulo)
Painel: “Investment picks — melhores investimentos no momento”
Estrategista-chefe de ações para o Brasil e América Latina do Santander, Daniel Gewehr possui mais de 16 anos de experiência como analista de ações (buy-side e sell-side). Antes de ingressar no Santander, em 2007, foi responsável pela análise de renda variável no fundo de pensão Gerval (grupo Gerdau) e na Solidus Corretora por 4 anos. Foi ranqueado 26 vezes no Institutional Investor’s Equity Research Ranking, em diversos setores, e considerado o melhor Estrategista de Ações do Brasil e da América Latina em 2017. Formou-se e possui mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Participou de vários programas de Finanças e Estratégia em universidades como Harvard, Columbia, Chicago, Nebraska (Omaha) e Edinburgh.


Fabiano Guido Rios — Absolute Investimentos (São Paulo)
Palestra: “Considerações top-down no processo de investimentos em ações”
CIO e portfolio manager responsável pela gestão e pela área de pesquisa da Absolute Investimentos. Possui 21 anos de experiência no mercado financeiro. Entre 2009 e 2012, foi sócio da Claritas Investimentos, responsável pela gestão dos fundos macro e de arbitragem. Em 2008, foi gestor de hedge funds no Banco Merrill Lynch. Anteriormente, trabalhou por 10 anos na tesouraria do Banco Santander, onde ocupou diversas funções, desligando-se como responsável pelas mesas de ações e câmbio. Iniciou sua carreira em 1996, como analista de ações no Banco CCF. Fabiano Rios é graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP.


Luiz Constantino — Opportunity (Rio de Janeiro)
Painel: “Investment picks — melhores investimentos no momento”
Sócio e gestor de renda variável do Opportunity. Iniciou sua carreira em 2005, na área de análise de ações do Opportunity, e participa do time de investimentos desde 2007. Luiz Constantino é graduado em Engenharia Elétrica e Engenharia de Produção Elétrica pela PUC-RJ e possui Mestrado em Economia e Finanças pela EPGE/FGV-RJ.


Marcelo Audi — Cardinal Partners (São Paulo)
Palestra: “Materiais de construção: valor escondido em um outperformer
Sócio fundador da Cardinal Partners e gestor do Cardinal Partners FIA, fundo de ações brasileiras que adota análise fundamentalista e filosofia de valor. Marcelo Audi tem mais de 23 anos de experiência no mercado de ações brasileiro. Entre 2007 e 2013, foi diretor da corretora Santander, onde também exerceu as funções de diretor de equity research e estrategista de ações do Brasil. Anteriormente, foi sócio fundador da Quadrante Investimentos, empresa de assessoria financeira, pela qual foi o responsável pela estratégia de investimentos entre 2003 e 2006. Foi diretor de equity research de Brasil no Banco Merrill Lynch entre 1997 e 2002 e no Banco Patrimônio, onde foi sócio, entre 1992 e 1997. É graduado em Administração de Empresas pela EAESP-FGV.


Nathan Shor — Galloway (São Paulo)
Palestra: “Investimento em títulos high-yield em mercados emergentes”
Co-fundador e portfolio manager do Galloway, fundo que investe em títulos high-yield em mercados emergentes. Anteriormente, participou do desenvolvimento da mesa de renda fixa de mercados emergentes da Convenção (broker-dealer brasileiro). De 2000 a 2003, trabalhou como empreendedor em projetos na área de Internet. Começou sua carreira profissional no fundo Nash em 1998 (até 2000), sendo responsável pela área de mercados emergentes de renda fixa. Nathan Shor possui BSBA pela Universidade de Boston e mestrado em Finanças pela IESA (Instituto de Estudios Superiores, Caracas, Venezuela).


Paula Daudt de Faro Salamonde — MSCI (São Paulo)
Palestra: “Factor Investing no Brasil”
Paula de Faro Salamonde é Diretora Executiva da MSCI e responsável pelos negócios da empresa na América Latina. Juntou-se ao Barra, empresa posteriormente adquirida pelo MSCI, em outubro de 1997 para iniciar as atividades da empresa no Brasil e desenvolver o Modelo de Ações para o mercado local. Em 2003, foi apontada Head da América Latina para expandir os negócios da MSCI na região e liderar a equipe de relacionamento com clientes. Antes de se juntar ao Barra, atuou no Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, como assistente de pesquisas em projetos de finanças. Paula Salamonde possui mestrado em Economia pela Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, e publicou o trabalho Projetos de Investimento com Mais de Duas Variações: Sobre a Aplicação do Teorema de Vincent e suas Extensões no jornal de economia da USP.


Rodrigo Fonseca — Vertra Capital (Rio de Janeiro)
Painel: “Investment picks — melhores investimentos no momento”
Sócio e Chief Investment Officer (CIO) da Vertra Capital desde 2013, Rodrigo Fonseca possui 20 anos de experiência no mercado de capitais. De 2005 a 2013, foi sócio da Pollux Capital, sendo responsável pela gestão dos fundos de ações brasileiras desde seu início em 2007. Foi também sócio e membro do Comitê de Gestão da Arx Capital e gestor e analista no Opportunity Asset Management. Antes disso, trabalhou como Summer Associate no Morgan Stanley Asset Management em Nova York e como M&A Associate na Patrimônio/Salomon Brothers. Rodrigo Fonseca é formado em Administração de Empresas pela EAESP-FGV e tem MBA com high honors pela University of Chicago.

Para receber avisos sobre eventos futuros da Value Investing Brasil, favor informar nome e e-mail nos campos abaixo:

  
 
Nome:
E-mail:
(Opcional) E-mail 2:
(Opcional) Cidade:
(Opcional) Estado:
(Opcional) Observações:



Fale Conosco | © Value Investing Brasil C. T. Ltda.

Todo o material e conteúdo divulgados neste website e nos eventos realizados pela Value Investing Brasil C. T. Ltda. têm natureza meramente informativa (com objetivo de educar a comunidade brasileira de investidores com foco em valor), não deve ser considerado oferta de venda de qualquer valor mobiliário, fundo de investimento, título e/ou ativo (não constituindo o documento previsto na Instrução CVM 409 e alterações seguintes nem o prospecto previsto no Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os fundos de investimento) e não caracteriza qualquer atividade de consultoria de valores mobiliários por parte da Value Investing Brasil C. T. Ltda., de seus executivos e/ou de outros profissionais que tenham seu trabalho reproduzido ou que sejam citados. A Value Investing Brasil C. T. Ltda. não se responsabiliza por informações incorretas que sejam reproduzidas. Decisões de investimento tomadas com base nas informações contidas no material e conteúdo aqui descritos são de responsabilidade exclusiva do investidor. A Value Investing Brasil C. T. Ltda. não comercializa nem distribui quotas de fundos de investimento ou qualquer outro ativo financeiro. Ações e fundos (e outros valores mobiliários como derivativos etc. e outros ativos como commodities etc.) são investimentos de altíssimo risco, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus investidores e seu desempenho passado não garante resultados futuros.